Qual é o melhor modelo de expansão: franquias ou lojas próprias?

A velocidade no crescimento te confere domínio de território e ganho de um certo valor de marca, o que acaba sendo uma dificuldade para os seus concorrentes depois.
Por Renan Brito

Muito se fala sobre os possíveis cenários pós COVID-19. É impossível saber com certeza o que acontecerá, mas o certo é que trabalho focado, com propósito e planejamento serão premissas básicas para qualquer projeto.

E para quem quer pensar na retomada e expansão da marca nesse futuro, a primeira pergunta que vem a mente é “Qual é o melhor modelo de expansão: franquias ou lojas próprias?”.

Pensando nisso, reunimos aqui as principais dicas sobre modelos de crescimento e estratégia de expansão.

Riscos

Existe um mito de que as franquias não têm riscos. Por ser um modelo mais testado e validado, o risco é sim bastante reduzido.

O franqueado terá uma transferência de know-how, além da assistência contínua que o franqueador prestará a ele.

Mas isso não significa que o risco é inexistente. Cabe ao empreendedor ter disciplina, postura ativa e foco em crescimento para garantir o sucesso de seu negócio, seja ele em qual formato for.

Perfil

Franquias são cópias de um modelo que já deu certo.

Isso significa que o empreendedor que comprar uma unidade franqueada, tem que estar aberto a entender e conhecer o modelo de negócio da franquia profundamente, e se comprometer com o processo de aprendizado das estratégias recomendadas pela franqueadora. 

Empresários que gostam de fazer tudo do próprio jeito, e não estão abertos a entender mais sobre novos processos e padrões, podem não se enquadrar nesse modelo de negócio. 

Marca

Quando uma empresa é iniciada, ela precisa de divulgação.

Em um negócio independente, é muito importante a disposição de verba – e tempo-  para essa construção de marca, fundamental para o sucesso de um empreendimento. 

No caso da franquia, o empreendedor já começa com uma marca reconhecida, e em geral com um time de comunicação mais sólido da franqueadora, que acaba conseguindo maior planejamento, alcance, e impacto, por se tratar de números maiores em termos de lojas e verba.

Velocidade

Do ponto de vista do franqueador, o franchising é uma das estratégias de expansão que confere mais velocidade de crescimento, por ser um modelo capital light, ou seja, não precisa de muito capital para conseguir crescer, uma vez que o investimento da loja é feito pelo seu franqueado, diferentemente do que acontece na expansão através de lojas próprias.

Essa característica do franchising tem grande valor em um país como o Brasil, onde o acesso ao crédito é muito difícil e caro.

“Hoje, aqui no grupo SMZTO, temos marcas nas quais atingimos um crescimento de mais de 20 unidades por mês.

E essa velocidade de expansão é principalmente benéfica para aquelas marcas nas quais não há muita barreira de entrada”, explica Renan Brito, diretor de investimentos da SMZTO, principal grupo de investimentos em franquias do país. 

E completa: “A velocidade no crescimento te confere domínio de território e ganho de um certo valor de marca, o que acaba sendo uma dificuldade para os seus concorrentes depois”.

Outras vantagens da expansão através de franquias

O olho do dono: o modelo de franquia permite que você tenha em cada uma das lojas o franqueado que está lá no dia a dia da operação.

E é como diz o ditado, o olho do dono é o que engorda o boi. 

Conhecimento regional: o Brasil é um país muito grande, no qual você tem regiões com comportamentos e culturas completamente distintos.

E quando você vai abrir um negócio em uma região que tem essas características únicas, contar com esse franqueado para adaptar o produto à região dele, também é algo muito bacana que o franchising te permite.

Questão tributária: no Brasil o franqueado consegue operar no simples, já com uma rede própria, não.

Troca de conhecimento: uma outra coisa interessante também, e menos óbvia mas que faz muita diferença no dia a dia, é que você consegue trocar conhecimento e experiência com o franqueador, mas principalmente com outros franqueados.

Você pode falar com os franqueados da sua rede, perguntar a eles quais foram as dificuldades que passaram ali, contar também as suas dificuldades e realmente cortar caminho.

Ou seja, fazer mais rápido e ser mais eficiente.

Caso queira saber mais sobre qual é o melhor modelo de expansão: franquias ou lojas próprias, entre em contato com a SMZTO.

Se já possuir mais de 30 unidades ativas e quer apostar no franchising como modelo de sucesso para sua expansão, entre em contato com nosso time de investimentos.