Uma mãe realizada cria filhos mais felizes.

Conversamos com 3 mães franqueadas Oral Sin, que compartilharam como é dividir a rotina entre a maternidade e o empreendedorismo, as dificuldades de voltar ao mercado após a gestação, e o significado para elas de ser mãe.

Pavila – Franqueada Oral Sin das unidades São Vicente e Praia Grande-SP.

Para mim, ser mãe significa ensinar a alguém como amar.

A vida de uma mãe é muito corrida. Na verdade, ser mãe me ajuda a ser todo o resto. Entender que, mesmo com todas as tarefas e metas a cumprir, existem desafios que fogem do nosso controle, mas que com paciência e amor conseguimos vencer cada dia. 

Ser mãe me ensina que posso ser e fazer muito mais do que acredito ser capaz.

Ser mãe foi o que me motivou a me tornar uma franqueada, pela possibilidade de organizar meus dias entre cuidar dos meus filhos e do trabalho.

Tive muita dificuldade em retornar ao mercado de trabalho, e acredito que se não fosse a possibilidade de ser franqueada, provavelmente não teria conseguido retornar.

Empatia é a característica mais marcante na minha forma de ser mãe, e que trago comigo em todo o meu lidar com os clientes. 

Entender cada questionamento, dar espaço ao outro para lhe dizer como se sente, colocar o outro como protagonista e me colocar como alguém que estará junto durante toda a caminhada.

Pra mim, a empatia é essa qualidade que torna o trabalho mais humano.

Uma mãe realizada cria filhos mais felizes. Por isso, olhar para os filhos e, junto com eles, enfrentar qualquer obstáculo. Eles são nosso maior impulso para uma vida melhor.

Não há nada que uma mãe não seja capaz de fazer, acreditando em si mesma e tornando a maternidade nossa maior aliada, nossa força para o crescimento.

Rúbia – Franqueada Oral Sin de Passo Fundo-RS

Ser mãe significa cuidar, ensinar, abdicar, amar e depois receber todo o amor em um abraço caloroso e espontâneo! 

Com rotina, organização e uma boa equipe se consegue organizar as tarefas do dia a dia.

Com certeza ter um horário flexível faz toda a diferença, ainda mais com criança pequena!

Não tive dificuldade de voltar ao mercado de trabalho, inclusive fiz isso com 17 dias após o parto (não indico hoje, porém na época foi o que escolhi) – mas não na rotina total, é claro.

Paciência e respeito às pessoas que fazem coisas diferentes do que julgo ser o melhor, ou o mais correto, foi o que a maternidade me mostrou ser importante em qualquer área!

Mamães, já tive 10 anos de consultório particular e agora estou há 3 anos na franquia, e definitivamente o respaldo, o conhecimento, a troca de experiências e o crescimento profissional foram gigantes neste período! 

Sempre que paro para pensar, agradeço a oportunidade que tive e agora entendo perfeitamente porque falam que é a Família Oral Sin.

Aqui me sinto completa e realizada, e sei que estou dando o melhor de mim e passando este ensinamento para minha filha. Agradeço imensamente a oportunidade de fazer parte desta grande família.

Inclusive fui questionada essa semana sobre a franquia, e realmente não tenho dúvidas que estou na melhor!

Simone – Multifranqueada Oral Sin RS

Ser mãe para mim representa vida! Representa viver! Ser mãe é ser forte, ser flexível, tolerante; é aprender a compartilhar, a organizar prioridades… Ser mãe representa o amor incondicional, a abdicação e, ao mesmo tempo, o desejo de buscar mais.

Representa sentir orgulho e também querer ser orgulho… enfim, representa a continuidade de quem somos.

Ser franqueada e mãe requer uma boa equipe. É preciso organizar tarefas, prioridades e trajetos. A flexibilidade de horários viabiliza um pouco mais de tranquilidade na correria do dia a dia.

Sem dúvidas, poder fazer escolhas de horários nos permite maior conforto.

Quando fui mãe, ainda não tínhamos as unidades, mas as crianças eram pequenas e acompanharam a dedicação contínua. 

Foram momentos de muito esforço, mas que geraram também um grande orgulho.

A maternidade ensina sempre. Diariamente exercito a flexibilidade, a tolerância, a escuta, o acolhimento.

Os colaboradores acabam sendo parte de uma grande família, e precisam de uma presença “firme e sincera”, como a de uma mãe, em alguns momentos. Além disto, precisamos ser referências, inspiração para nossas equipes, bem como para nossos filhos.

Se pudesse contribuir com alguma “mamãe, com espírito empreendedor”, diria para se dedicar ao processo de gestão, bem como ao de gestar: com carinho, cuidado, atenção e com muita dedicação, como se conduz um filho. 

Nossas empresas precisam ter a nossa personalidade, a nossa presença e a nossa maneira sincera de ser. Além disso, empreender representa ter coragem, uma das principais características de uma mãe.

O olhar atento de uma mãe contribui para o crescimento de um filho, e isso é diretamente proporcional ao crescimento de uma empresa, sob a perspectiva da gestão!