O pior chefe do mundo – por Seth Godin

Originalmente publicada em:

https://gottareadsomethinggood.com/2019/04/17/the-worlds-worst-boss-by-seth-godin/

Mesmo se você não trabalha por conta própria, seu chefe é você. Você gerencia sua carreira, seu dia, suas respostas. Você gerencia como vende seus serviços, sua educação e a maneira como fala consigo mesmo.

E provavelmente você está fazendo isso de forma mal feita.

Se você tivesse um gerente que falasse com você do jeito que fala consigo mesmo, você sairia. Se você tivesse um chefe que procrastinasse da mesma forma que você certas vezes procrastina, eles o demitiriam. Se uma organização desenvolvesse seus funcionários com a mesma intensidade que procuramos nos desenvolver, esta organização faliria.

Fico surpreso com a frequência com que as pessoas escolhem falhar quando saem sozinhas ou quando acabam em um daqueles raros empregos que incentivam a pessoa a definir uma agenda e gerenciar a si mesma. Confrontados com a liberdade de se destacarem, eles vacilam, hesitam, paralisam e, finalmente, atacam.

Ficamos surpresos quando surge alguém que se auto dirige. Alguém que descobre uma maneira de trabalhar em casa e depois a transforma em uma jornada de dois anos, com o laptop na mão, explorando o mundo enquanto faz seu trabalho. Nos chocamos com o fato de alguém usar as noites e os fins de semana para obter uma segunda educação ou iniciar um novo negócio útil. E sentimos inveja quando encontramos alguém que conseguiu converter este conjunto em felicidade, como se isso fosse raro ou até desnecessário.

Existem poucos bons livros sobre ser um bom gerente. Menos ainda, sobre gerenciar a si mesmo. Apesar disso, é difícil pensar em algo mais essencial a se aprender.

Se o tema liderança te agrada, leia também:

Aprendizados de um líder durante uma crise sem precedentes.