4 Considerações antes de comprar um negócio essencial em tempos de COVID.

As paralisações de empresas resultantes da pandemia Covid-19 continuam a causar estragos na economia mundial. Mas os negócios menos afetados durante a crise, em sua maioria, foram aqueles considerados “essenciais” pelos governos estaduais e locais.

Baseada na matéria: 

https://www.franchising.com/articles/4_considerations_before_buying_an_essential_business_in_covid_times.htmlPor: Chris Buitron

Enquanto isso, com a ideia de que negócios essenciais podem ser à prova de recessão e até mesmo prosperar durante uma crise pública, comprar um está se tornando uma perspectiva mais atraente para algumas pessoas. Nossos desafios econômicos atuais mostram que possuir um negócio essencial pode ser uma estratégia financeira sólida para um indivíduo ou grupo. São compras práticas. Muitas vezes não são negócios glamourosos, mas fazem sentido em grande parte porque oferecem serviços que estão em demanda e, como tal, podem resistir a crises econômicas.

Alguns negócios essenciais estão mais ocupados do que nunca. 

Ao mesmo tempo, milhões de desempregados procuram novas oportunidades ou novos planos de carreira. Talvez, eles estejam procurando ser o próprio patrão e ter mais controle sobre seu futuro financeiro. Aqui estão 4 sugestões sobre o que considerar ao ponderar se deve ou não comprar um negócio essencial neste momento.

1) Foque em tipos de negócios essenciais de sucesso.

Entre os negócios essenciais que têm potencial para ter sucesso mesmo durante tempos econômicos difíceis estão serviços de entrega, área da saúde, alimentação, lojas de conveniência, e-commerce, postos de gasolina, serviços de limpeza, entre outros. A pandemia pode estar conosco por um tempo. As pessoas estarão em casa com mais frequência, sendo assim as empresas que podem atender às suas necessidades em casa ganharão clientes.

2) Considere as franquias como uma oportunidade de ter seu próprio negócio com apoio e suporte.

Enquanto algumas franquias estão lutando durante a pandemia, outras estão em uma posição melhor. Para as franquias em geral, grande parte da indústria entrará no mercado comprador, e aqueles com meios encontrarão boas oportunidades. As pessoas precisam de empregos, e as franquias empregam anualmente 1.3 milhão de pessoas no Brasil. Um benefício de comprar uma franquia é ter uma equipe organizacional e de gerenciamento já instalada para treiná-lo e orientá-lo. Entre em contato com outros proprietários de franquias para ter uma ideia do compromisso e do apoio da empresa.

3) Conheça uma pechincha vs. um mau investimento.

Um preço de venda relativamente baixo tenta algumas pessoas a tomar uma decisão de compra ruim em um negócio. É importante examinar os números financeiros da empresa registrados antes da pandemia e fazer todas as pesquisas possíveis – especialmente do mercado onde a empresa está localizada – para determinar se ela estava em um caminho de crescimento e como é a concorrência. Duas perguntas que você deve fazer a si mesmo como um potencial comprador de um negócio essencial são: 1) O que posso trazer de novo para o negócio para torná-lo mais bem-sucedido? E 2) Por que foi ou não lucrativo?

4) Certifique-se de que você está pronto para possuir um negócio.

Não há garantias em se possuir um negócio essencial. A pandemia destacou sua importância, mas eles exigem muito trabalho e habilidades organizacionais para funcionar. Então, se você é alguém que não consegue lidar bem com a incerteza, comprar um negócio a qualquer momento, muito menos durante o período mais incerto da história recente, não é a escolha certa. Comprar uma empresa e se comprometer com ela exige uma pesquisa completa, uma paixão pelo negócio, uma base financeira sólida e um ato de fé.

Ter um negócio essencial traz consigo a satisfação de prestar os serviços necessários às pessoas. Especialmente nestes tempos, essa é uma busca nobre.

Felipe Naresi – Gestor de Expansão da SMZTO – comenta a matéria:

Além dos pontos citados no texto, acredito que um item importantíssimo para sanar dúvidas na hora de escolher uma franquia – seja ela de serviços essenciais ou não – é a COF.

A COF é um documento primordial no processo de conhecimento e análise de uma franquia.

Nela, encontramos todas as informações para uma tomada de decisão sobre a franqueadora e o principal, os deveres e direitos entre as partes. Logo, esclarece as relações entre todos de uma forma clara e detalhada.

A COF é importante, porém a decisão não deve ser tomada apenas com ela, mas sim analisando o contexto. Ou seja, vendo o mercado no qual a franquia está, o planejamento e a rentabilidade, a saúde da rede, e conhecendo os franqueados.

Leia também: O Franchising mais uma vez demonstra sua resiliência. https://smzto.com.br/franchising-experience/o-franchising-mais-uma-vez-demonstra-sua-resiliencia/