As instituições de ensino precisaram se reinventar.

Em um mundo onde as mudanças acontecem de forma acelerada e cada vez mais globalizada, entenda como as escolas têm se adaptado às novas demandas do mercado.

Conversamos com Léo Esteves, coordenador pedagógico do Instituto Gourmet, sobre as novidades nos modelos de ensino profissionalizante.

Considerando todo o cenário mundial, fica claro que as instituições de ensino assim como diversos outros mercados precisaram se adaptar aos novos tempos. No Instituto Gourmet, um dos caminhos para isso foi o ensino modular. Como isso funciona?

O mundo segue em constante transformação e por consequência, surgem novas demandas no mercado de trabalho. 

As instituições de ensino precisaram se reinventar.

Por conta disso, as escolas que oferecem cursos de ensino profissionalizante têm direcionado suas energias para opções mais rápidas, dinâmicas e flexíveis para quem busca uma capacitação profissional. E aqui no Instituto Gourmet lançamos o sistema de ensino modular, que se encaixa perfeitamente neste cenário.

Ele tem sua estrutura composta por módulos, ou seja, pilares independentes dentro de uma proposta de aprendizagem completa. Desta forma, os módulos representam diferentes competências a serem desenvolvidas pelo estudante durante todo o curso ou carga horária mínima exigida.

Cada estrutura desta é formada por aulas consecutivas que seguem um modelo de sequência didática, promovendo uma construção do conhecimento dentro da proposta principal, tendo sua introdução, contextualização, aplicação e avaliação/reflexão contempladas em cada módulo.

Isto permite que o estudante dê seguimento em seus estudos nos demais módulos oferecidos pela instituição dentro do mesmo curso, podendo iniciá-lo a qualquer momento a partir da análise pela escola X aluno.

Léo Esteves – Coordenador pedagógico Instituto Gourmet

Quais as vantagens e os principais diferenciais deste modelo?

O sistema de ensino modular é uma excelente opção para aqueles estudantes que desejam investir em uma formação continuada e aberta para exploração da sua própria jornada enquanto aluno.

Além disso, o sistema oferece mais agilidade na formação sem nenhum prejuízo de aprendizagem, desde que aplicado da forma correta: com oferecimento de aulas de nivelamento, onboarding do aluno nas turmas, acolhimento e acompanhamento pedagógico contínuo, a fim de conduzir esse estudante em toda sua trajetória dentro da escola, despertando, inclusive, novos interesses em outras propostas de cursos.