Como começar o marketing digital em minha franquia?

Não é fundamental ter um site. Principalmente para o pequeno negócio, é mais interessante focar naquilo que traz mais resultado. Um site, uma landing page, demora muito para ser construído, e não necessariamente vai te trazer resultado, porque o ambiente depende de tráfego. É como uma loja no deserto, não tem função pois não haverá pessoas ali.
Por Dener Lippert

São muitos os recursos que o marketing digital oferece para pequenas e médias empresas, como por exemplo as franquias. Com um portfólio grande de soluções, você precisa saber quais são as opções disponíveis no mercado e como isso vai ajudar a escalar a sua marca ou negócio. Afinal, se antes esse tema era prioridade entre as companhias, no ‘novo normal’ ele é urgente, e você deve entender como começar o marketing digital em sua franquia ou negócio.

Como funciona o marketing digital?

Não é de hoje que o marketing digital vem transformando as relações humanas. São diversos recursos, desde criação de conteúdo até otimização para motores de busca, que ajudam empresas a se aproximarem e atingirem seu público-alvo. E um dos grandes benefícios desse tipo de mídia é que cada ação é mensurável, dependendo dos KPIs que deseja-se obter.

A base do marketing digital começa na definição de objetivos de cada cliente, escolha dos canais mais adequados, assim como conteúdo bem feito, escolha das palavras-chaves corretas e um criativo que converta. É como diz aquela velha frase, quando o marketing digital é bem feito, nem parece marketing.

Antes de detalharmos os benefícios e principais ferramentas do mundo digital, confira as dicas de como começar as estratégias em seu negócio trazidas por Dener Lippert, CEO da V4 Company, uma assessoria de marketing com mais de 80 franquias no Brasil, especialista em aprimorar ações de marketing pela internet focadas em vendas.

Para quem está começando agora: É fundamental ter um site, e estar presente em todas as plataformas?

Dener: Não é fundamental ter um site. Principalmente para o pequeno negócio, é mais interessante focar naquilo que traz mais resultado. Um site, uma landing page, demora muito para ser construído, e não necessariamente vai te trazer resultado, porque o ambiente depende de tráfego. É como uma loja no deserto, não tem função pois não haverá pessoas ali. Na internet é a mesma coisa. Sem tráfego não há venda. Então, de forma mais pragmática, para um pequeno negócio é melhor ter campanhas de mídias sociais, levando para mensagens no WhatsApp. Nesse caso, não precisa de plataforma nenhuma, basta uma configuração simples dentro do gerenciador de negócios do Facebook. Assim, você consegue fazer uma campanha segmentada sem ter a necessidade de site ou landing page.

É possível ter destaque nas redes sociais apenas através de conteúdos orgânicos, ou seja, sem o uso de verba de mídia?

Dener: É praticamente impossível. São raras as exceções nas quais se tem algum resultado orgânico. E ele é pouco expressivo para se justificar o tempo. O tempo necessário para conseguir um resultado orgânico – correndo o risco de não atingir suas expectativas pois é uma variável difícil de se controlar – acaba não justificando. Por isso, a mídia paga é uma melhor opção, já que traz um resultado mais rápido e controlado.

Vocês possuem diversos cases com franquias. Quais são as especificidades da área? 

Dener: No aspecto de franquias que atendemos, o grande ponto é tentar oferecer uma estratégia local ao franqueado que esteja em linha com a estratégia global do franqueador e da marca. Então, o que nós construímos com a V4 – através de nossas unidades pelo Brasil – é uma adaptação das campanhas globais para cada location. Ou seja, proporcionamos um trabalho personalizado para cada loja, mas sem perder o DNA do franqueador. A Magazine Luiza tem um case muito bacana, chamado ‘magalocal’, no qual eles deram mais poder para que as lojas fizessem seu próprio marketing. Cada gerente tem uma verba para gastar em Facebook e Instagram, e isso trouxe muito resultado para eles. A realidade do Nordeste é muito diferente da realidade do Sul, e quando isso é considerado e as especificidades são respeitadas, conseguimos gerar um resultado bem melhor lá na ponta.

No momento atual, em que muitas empresas estão segurando o caixa, o que vale a pena priorizar em termos de esforços no marketing digital?

Dener: De fato neste momento muitas empresas têm que segurar seu capital. Então, priorizamos o que vai trazer resultado mais rápido. Conforme citei, site e landing page são coisas que demoram mais para dar resultado, juntamente com estratégias de SEO, inbound marketing e content marketing. Todas são estratégias que não indicamos priorizar agora. Já o marketing direto, por exemplo uma campanha de Google, ou ofertas nos seus canais levando os clientes a chamarem pelo WhatsApp, ou seja – ações direcionadas para a venda – são uma ótima opção. 

Após ter uma estratégia de mídia pensada e bem implantada, em quanto tempo é possível ver os primeiros resultados?

Dener: Para a maioria dos negócios, é possível ter resultados em dias. Considerando que a maior parte deles não têm ao menos Google Search configurado, que é uma campanha muito simples e gera um lead bem quente. Isso depende muito também da curva de conversão de cada negócio, ou seja, quanto tempo após o primeiro contato o cliente demora para efetivar a compra. Mas em termos de geração de oportunidades, em três dias ou até em horas após uma campanha ser colocada no ar muitas vezes você já obtém resultado, principalmente em casos de quem não fazia nenhuma ação prévia. 

Por fim, para ajudar a esclarecer esse mundo de estratégias, listamos aqui os benefícios do marketing digital e todas as suas ferramentas.

Os benefícios do marketing digital

Segmentação de público:

Possibilita que você atinja o maior número de pessoas que têm afinidade com sua marca. Seja uma ação local ou nacional, você consegue detalhar sua segmentação.

Credibilidade:

Estratégias de marketing digital para pequenas empresas trazem mais autoridade e lembrança para as marcas. Com uma presença digital frequente, a empresa pode ficar mais presente na memória do consumidor. Isso pode acontecer por meio de blogs corporativos, newsletter, marketing de conteúdo, gestão de redes sociais, etc.

Competitividade:

Uma característica muito valiosa das estratégias digitais, é que elas não são acessíveis apenas para grandes empresas. Com valores acessíveis, dependendo dos seus objetivos, a estratégia pode ser adequada dentro das condições de cada cliente.

Relacionamento com sua audiência:

Vender é importante para qualquer empresa, mas entre os benefícios do marketing digital está também o relacionamento com seu cliente, que pode ser potencializado com estratégias corretas e experiências de fidelização.

Estratégias do marketing digital

Marketing de conteúdo

Segundo a pesquisa Content Trends 2019, 67,3% das empresas adotam o marketing de conteúdo como estratégia e 56,9% pretendem adotar. A solução é uma maneira de aparecer para o seu público sem, necessariamente, vender para ele num primeiro momento.

A princípio se educa o lead, levando informações de valor sobre produtos, serviços, soluções, etc. Depois, numa segunda etapa, é o momento de criar conteúdo para estreitar o funil de vendas e deixar o seu cliente cada vez mais bem informado para uma decisão de compra.

Vale sempre lembrar que um cliente seguro tem muito mais chances de fechar negócios com a sua empresa.

Redes sociais

Facebook, Instagram, Linkedin, Twitter, Pinterest, Tik Tok…. As mídias sociais são muitas e estar presente nelas é fundamental para o cliente conhecer mais sobre sua empresa.

Por meio das mídias sociais é possível entender mais sobre o perfil do seu cliente, suas preferências, dados demográficos, sexo, entre outras características. Desse modo, as mídias sociais são ótimas plataformas para relacionamento com o consumidor e para promover campanhas patrocinadas. 

SEO

SEO (Search Engine Optimization) nada mais é do que otimizar seu site para que ele apareça nas melhores posições da busca orgânica do Google.  Para demonstrar relevância é necessário escolher as palavras-chaves certas, ou seja, aquelas que mais são buscadas pelos seus clientes.

Feito isso, é hora de inserir essas palavras nas páginas corretas do seu site para que ele seja encontrado mais facilmente, quando uma pessoa fizer uma busca no Google. Entre as estratégias de SEO estão análise técnica do site para as palavras corretas e produção de conteúdo frequente.

Quanto mais conteúdo de relevância você produzir, mais chances do seu site aparecer nas primeiras posições do Google. Dessa forma, também aumentam as chances de contato de clientes potenciais para o seu negócio.

Links patrocinados

Investir em links patrocinados no Google é outra estratégia para que seu negócio atraia clientes certos no momento exato de compra deles. Ao fazer uma campanha no Google ou nas redes sociais, seu anúncio aparece primeiro e traz evidência para sua marca.

A conversão do link patrocinado é uma das suas vantagens, pois ele aparece direto para o lead que já está precisando do seu produto ou serviço. 

Inbound marketing

A base do inbound marketing é o conteúdo e seu compartilhamento para o público-alvo correto. O conteúdo produzido é elaborado pensando em atrair clientes, apresentando produtos e serviços sem, necessariamente, vender diretamente.

Apresenta-se informação relevante, conteúdo de qualidade, como e-books, webinar, treinamentos, etc, para fidelizar clientes e depois transformar sua marca em referência para esses consumidores. Assim, eles podem vir a comprar seu produto ou serviço futuramente.

Mídia display

Ao fazer uma campanha de links patrocinados, você tem a opção de selecionar mídias display. Os anúncios em mídia display aparecem em portais que possuem relação com o seu negócio. Neste formato, sua empresa só pagará se o potencial cliente clicar no seu anúncio ou se ele realizar uma ação indicada.

E-mail marketing

Campanhas de e-mail marketing devem estar nas estratégias de marketing para pequenas empresas e, preferencialmente, serem recorrentes. Informações relevantes, chamativas e objetivas são premissas para uma campanha de sucesso.

Para que isso traga mais resultados, possuir listas segmentadas de contato é essencial para que o e-mail marketing atinja quem possa se interessar pelo assunto. Lembre-se que o lead deve ter aceitado receber as suas campanhas e promoções.

Remarketing

Já imaginou criar uma campanha para quem visitou o seu site, mas não comprou? Com o remarketing essa estratégia é possível. Você pode apresentar anúncios da sua empresa novamente para esse público e ter mais chances de “convencer” essa pessoa a entrar no seu site de novo.

Essas são algumas estratégias de marketing para pequenas empresas, que são acessíveis e podem ser aplicadas na sua marca independente do seu tamanho.

Conteúdo sobre marketing digital originalmente publicado em:

https://adnews.com.br/como-comecar-no-marketing-digital/

Por Talita Scotto – diretora da Agência Contatto, especializada em assessoria de imprensa, conteúdo e mídias sociais. É jornalista e está há 10 anos à frente da empresa, ajudando marcas a ganharem valor e notoriedade.

Você também pode saber mais sobre como a Espaçolaser tem usado o marketing digital para fortalecer o relacionamento com clientes e suas vendas no cenário atual de covid-19.