Pontos-chave para o sucesso de uma franquia.

Negligenciar alguns aspectos, como uma autoanálise, a questão financeira e as expectativas para o futuro, podem atrapalhar os planos na hora de abrir sua franquia. Conheça os pontos-chave para o sucesso da sua franquia.

Originalmente publicada em: https://www.abf.com.br/expectativas-autoavaliacao-e-analise-financeira-pontos-chave-para-o-sucesso-da-franquia/* Por Batista Gigliotti

O franchising movimenta muitos bilhões todos os anos. As expectativas para o segmento se fortalecem cada vez mais já que o setor mostra um crescimento consistente e o mercado se torna promissor para diferentes áreas, seja devido aos eventos esportivos, ou, ainda, às oscilações benéficas de parâmetros da economia brasileira. Todavia, para os empreendedores, negligenciar alguns aspectos, como uma autoanálise, a questão financeira e as expectativas para o futuro, podem atrapalhar os planos da empresa.

A escolha da franquia é, algumas vezes, a primeira tarefa para quem deseja ingressar no setor e é mais complexa do que aparenta. A dúvida geralmente reside no balanço entre lucratividade, reputação da marca, identificação pessoal e idoneidade do franqueador, análise essa que muitas vezes retarda o sonho de alguns empreendedores e impedem os mesmos de iniciar um negócio no momento mais adequado por conceitos pessoais sem uma fundamentação profunda.

A importância de se auto-avaliar.

Para atenuar este primeiro entrave, é vital que o empreendedor conheça a importância de se auto-avaliar. Isentar-se de pré-conceitos sobre setores e ter uma visão mais ampla sobre os pontos fracos e fortes de sua atuação pode facilitar o caminho. No entanto, para quem inicia nesta carreira de empreendedor, é recomendável cercar-se de profissionais comprometidos e dedicar-se a estudar o tema para poder ampliar as chances de sucesso e atenuar dúvidas relacionadas ao setor.

Alinhe suas expectativas.

As expectativas criadas pelo empreendedor também precisam ser administradas com prudência. Esperar muito da franquia e não contar com um plano de negócios detalhado, força de vontade e energia para fazer as coisas acontecerem, assim como proatividade e conhecimento sobre o segmento que atuará são fatores que influem no desempenho do negócio.

Uma análise financeira sobre o mercado que deseja ingressar – ou ampliar a atuação – também é estratégico. Verificar sobre o atual momento financeiro do profissional, avaliar a fundo o capital de giro disponível, possuir reservas de caixa para eventuais sazonalidades e recursos que possam ser utilizados em possíveis ajustes também contam pontos a favor do empreendedor.

Após inicializada a operação, é importante ainda que o empreendedor realize um check-up estratégico do negócio a cada período pré-determinado, seja a cada três, seis ou doze meses. O tempo adequado varia de acordo com a maturidade da empresa e de sua equipe.

Os pontos citados são apenas alguns dos mais importantes para auxiliar o profissional que deseja ingressar nesta área a chegar ao êxito. Da mesma forma, são aspectos necessários àqueles que pensam em expandir sua atuação no segmento. Estar alinhado com estes itens pode ser a diferença entre o sucesso repentino e instável ou o sucesso sustentável da empresa, seja qual for o segmento que atua.

Felipe Naresi, gestor de expansão OdontoCompany, comenta a matéria – Quais são os Pontos-chave para o sucesso de uma franquia?

Eu costumo falar que as pessoas que estão em busca de uma franquia tem que as encontrar por diversos sentidos. Em primeiro lugar, ter confiança que o negócio está inserido em um mercado promissor. É preciso pensar na volatilidade do segmento que vai entrar. Isso é muito importante. O empreendedor sabe que se investir em algumas franquias, como sorvete por exemplo, provavelmente não terá o faturamento igual durante o ano inteiro.

Isso não quer dizer que seja um negócio ruim, se fosse assim ninguém o teria. Eu costumo falar que a franquia escolhida tem que se adequar muito ao projeto de vida deste empreendedor. Não adianta ele querer montar uma unidade em Manaus, sendo que reside em São Paulo e não planeja fazer essa mudança. Só pensar na rentabilidade às vezes pode ser frustrante no futuro. É importante lembrar que o apoio do franqueado corresponde a cerca de 70% do resultado do negócio.

Isso porque a franquia tem um método, uma estratégia e treinamento. Como sempre dizemos, é um negócio já consolidado. Mas depende muito da atuação do franqueado em ser metódico, disciplinado e seguir essas orientações na hora da execução.

Ele tem que ser o gestor. 

E quando toda essa logística não faz parte do projeto de vida dele, isso pode ser desanimador.

Vou dar um exemplo aqui de São Paulo. Quando você tem que atravessar a cidade, da zona sul para a zona norte, pode levar duas horas e meia, ou até três horas no trânsito. No primeiro ano é suportável, você está empolgado com a franquia, então não fica muito incomodado.

Porém, depois de um tempo, pode ser que você fique extremamente incomodado com essa situação. E aí isso acaba impactando nos resultados. Porque você não quer mais ir até a franquia, começa a delegar todo o trabalho para funcionários, ou acaba até optando pelo repasse. Então consideramos que o projeto de vida da pessoa é fundamental.

Sempre existe uma saída.

Isso é uma coisa que analisamos muito aqui. Sempre existe uma área boa, ou um lugar bom, ou uma franquia boa, pra onde está o seu projeto de vida. Em conclusão, o franqueado precisa realmente entender o modelo de negócio que está buscando. Não se ludibriar apenas com números, e sim por paixão. Acho que isso é uma coisa legal.

Quando falamos em escolher uma boa franquia, e uma boa franqueadora, o objetivo é que seja fornecido todo esse detalhamento que citei. Ou seja, que ajude esse franqueado a criar um planejamento de forma completa. 

Após isso sim, partimos para o planejamento financeiro. É importante lembrarmos que esse planejamento não pode ser muito otimista. Temos que tentar trabalhar dentro da medida do possível com um fator pessimista até pra ter previsibilidade macro. Ter gordura de caixa, prever capital de giro, tudo isso.

Dentro deste cenário, entender também se esse candidato tem realmente capacidade de investir nisso. Se não, vai se afogar. Muita gente pensa só no valor de implantação, e não pensa na sustentação do negócio até ele começar a se pagar, e isso pode ser um problema muito sério lá na ponta.   

Leia também: Quem é o melhor sócio para abrir uma franquia com você? https://smzto.com.br/franchising-experience/quem-e-o-melhor-socio-para-abrir-uma-franquia-com-voce/