Quais mercados estarão em alta em 2021?

Renan Brito, Bruno Semenzato e Pedro Alves da SMZTO discutem as tendências e caminhos do mercado e franchising para 2021.

Temos acompanhado que a curva de avanço da digitalização – não apenas no varejo, mas também na saúde, educação e serviços profissionais – que já vinha ganhando tração nos últimos anos tem sofrido uma inclinação ainda mais acentuada.

Uma Nova Realidade

Todo um espectro de indivíduos que não estavam habituados ao consumo por meio de canais digitais, forçadamente foram introduzidos a uma nova realidade. Apresentados a diferentes tipos de soluções on-line, desde compras no varejo, alimentação e meios de pagamentos até aulas, exposição a conteúdos, lives, entretenimento, etc. perceberam que essas soluções funcionam bem e atendem suas demandas.

Acreditamos que grande parte dessa nova realidade veio para ficar e passará a constar no dia-a-dia da maioria de nós, mesmo no cenário pós pandemia.

Em relação às empresas, com unidades fechadas e canais de distribuição restritos, foram também forçadamente arrastadas para soluções de comunicação e vendas digitais, sob pena de não sobreviverem caso não se adequassem a essa nova realidade.

Nesse sentido, vemos oportunidade para muitas empresas desenvolverem ainda mais seus atributos digitais com foco na exploração futura do modelo Omnichannel (com destaque muito grande para o e-commerce no varejo tradicional, aulas online em educação e delivery em alimentação).

Mercados em alta em 2021

Quais mercados estarão em alta em 2021?

Ensino profissionalizante

  • O segmento de ensino profissionalizante é naturalmente resiliente. Particularmente o ensino profissionalizante focado no empreendedorismo – aquele que gera renda praticamente imediata ao aluno –  tem se mostrado uma aposta vencedora. Considerando o cenário de fragilidade econômica e alto nível de desemprego, cursos que capacitam o aluno na precificação de produtos, estruturação do próprio negócio, fomentando o empreendedorismo e possibilitando renda mesmo sem necessidade de carteira assinada tem grande apelo junto ao público alvo. Semana passada o Google declarou que o ensino profissionalizante estará dentro de seus planos, citando o seguinte: “Diplomas universitários estão fora do alcance de muitos americanos, e você não deveria precisar de um diploma para ter sua segurança financeira”. Nós acreditamos que no Brasil essa afirmação é ainda mais verdadeira. (fonte: Brazil Journal) https://braziljournal.com/o-desafio-do-google-as-faculdades-tradicionais 

Para mais informações sobre nossas empresas – @InstitutoGourmet e @InstitutoEmbelleze – nesse segmento acessar www.smzto.com.br 

Estilo de vida saudável

  • Hábitos e alimentação saudáveis são uma macro tendência quase unânime. À medida que a vida das pessoas se torna mais corrida e estressante elas procuram formas de encontrar o equilíbrio. Nesse contexto o bem-estar físico e mental vem ganhando destaque e tem impulsionando o crescimento do consumo de alimentos saudáveis (conheça nossas marcas nesse segmento @Oakberry e @Greenjoy) bem como a abertura de spas, estúdios de yoga, consumo de chás e a busca pelo natural/orgânico. Aliado ao impulsionamento do delivery, franquias como Oakberry e Greenjoy têm se mostrado excelentes opções de investimento.

Economia Prateada

  • Assim é conhecido o mercado que atende as necessidades de pessoas com mais de 60 anos e que somam uma renda anual de cerca de 900 bilhões além de representar 25% do consumo de bens e serviços atualmente no país. Hoje o Brasil possui cerca de 30 milhões de idosos e a expectativa é chegar a 45 milhões em 10 anos. Esse mercado amplo, ainda relativamente pouco explorado e em franco crescimento tem grande potencial, à medida que cresce a necessidade de suporte a um grupo com demandas latentes, disponibilidade de recursos e em busca de atenção, cuidados e maior qualidade de vida. 

Conheça a @OralSin, que é a nossa marca de odontologia focada predominantemente nesse enorme mercado consumidor.

Economia sustentável

  • É cada vez mais latente a necessidade de iniciativas sustentáveis. Nesse contexto, enxergamos um grande potencial no segmento que chamamos de “Economia sustentável” ou cíclica, mais especificamente no mercado de itens seminovos (desde vestuário até utensílios domésticos, móveis, brinquedos, etc). Trata-se de um mercado em grande expansão, mas ainda em estágio embrionário e extremamente pulverizado no país. Com a queda cada vez maior do preconceito com itens seminovos, muito puxado pelo apelo da sustentabilidade, prolongamento do ciclo de vida dos produtos e redução dos descartes que a categoria carrega, acreditamos haver uma demanda reprimida considerável, tanto do lado dos consumidores quanto dos fornecedores (você por acaso tem alguma coisa em casa que não usa mais?). Grupos em outros países chegam a ter mais de 1.000 unidades focadas na venda de itens usados. Acreditamos que a história pode ser repetir por aqui.  

Patrícia Rocha – Gerente de expansão do Instituto Gourmet, e Juan Seligra – Gerente de expansão do Instituto Embelleze, comentam a matéria.

Juan:

Hoje vivemos este cenário do Novo Normal – aonde as pessoas precisam se reinventar na carreira buscando uma nova formação – e para isso temos diversos cursos com alta demanda. 

Como por exemplo:

  • Cabeleireiro Profissional; 
  • Barbeiro Profissional; 
  • Manicure e Pedicure, entre outros.

Neste contexto, evoluímos três anos em três meses com as nossas plataformas on-line, tendo o diferencial dos nossos cursos serem semipresenciais.

Ou seja, agora o aluno tem acesso remoto a todo o conteúdo teórico, e após o término das aulas teóricas, com prévio agendamento e seguindo as normas de segurança da OMS ele poderá fazer as aulas práticas, pois o nosso DNA é o curso em sala de aula, com o aluno com a mão na Tesoura, no secador!

Adequado à essa realidade, lançamos o Instituto Embelleze do Seu Jeito, e estamos abertos e atentos a muitas melhorias e mudanças que ainda estão por vir.

Seja franqueado Instituto Embelezze

Para receber uma apresentação do Instituto Embelleze, preencha este formulário abaixo:

Patrícia:

Com a pandemia, muitas pessoas tiveram que se readequar, principalmente as que sofreram com demissões. Assim, o Instituto Gourmet cresceu, e a procura por profissionalização com cursos rápidos (máximo de um ano) também.

As pessoas se matricularam para investir em suas carreiras, e também para poder trabalhar de forma autônoma empreendendo por si mesmas.

Chegamos a marca de R$ 5 milhões de faturamento em agosto, com mais da metade das unidades batendo suas metas. Mantivemos o crescimento em um momento que muitas empresas estão tendo prejuízo, ou fechando as portas.

Um grande destaque para evolução neste tempo de crise foram as aulas online lançadas pela franqueadora, complementando os cursos profissionalizantes nas escolas Instituto Gourmet.

Transformamos vidas, temos uma missão inovadora e de sucesso no mercado da educação gastronômica, e acreditamos que podemos conquistar o mundo!

Seja franqueado Instituto Gourmet

Para receber uma apresentação do Instituto Gourmet, preencha este formulário abaixo: